Procurando Clínicas?
A Associação ABCD com seu conhecimento vai ajudar você!
Masculina
Feminina
Fechar x
Localizar Clínicas

Mais de 1.000 mil
Clínicas e Profissionais Cadastrados!

+55 11 4551-8052 / 95305-6199

Busca por Clínica Para Dependentes Químicos em Petropolis - RJ ?


Confira em nosso site clinicas de reabilitação em Petropolis - RJ

Confira em nosso Guia de Clínicas, clínicas de reabilitação em Petropolis - RJ tratamento de dependentes químicos, internação e plantão 24hs, possuimos serviços de internação compulsória, consulta psicologica, consulta psiquiatrica, monitoramento 24 horas em Petropolis - RJ . Temos um centro especializado em Petropolis - RJ pra reabilitação e tratamento voluntário e involuntário. As clínica de recuperação em Petropolis - RJ , oferece Tratamento para Dependentes de Drogas, Alcoolismo e Tratamento Feminino - Internação Involuntária.


Clínica de Recuperacao Ágape

Grupo Ágape - Masculino e Feminino

Tratamento médico especializado de baixo Custo e excelente qualidade em relação a maioria das outras clinicas particulares para Dependente de Drogas e Álcool, atendemos todas as Cidades do Brasil com internação voluntária e involuntária. Temos equipe de resgate 24 Horas para qualquer cidade do Brasil.

CONFIRA! NOVO CONVENIO COM A ABCD PARA VAGAS NA UNIDADE MASCULINA

Telefones: 11 - 4551-8052 / 4551-8052 / 11 - 95305-6199
Site:www.clinicaderecuperacaoagape.com.br

Associação Brasileira de Combate as Drogas

Associação Brasileira de Combate as Drogas

Curso / Palestra Sobre Drogas - Como Prevenir, Identificar e Tratar um Dependente Químico. Você pode estar dando abrigo a um traficante ou a um usuário dentro de sua casa sem saber! Solicite um curso ou uma palestra em sua cidade, empresa, escola e condominio.

Se você esta com duvidas sobre o assunto DROGAS e precisa de orientações nossa equipe esta a sua disposição para ajudar!

Site:www.abcddasdrogas.com.br

Ágape - Remoção de Pacientes para Internação Involuntária

Ágape - Remoção de Pacientes para Internação Involuntária

A Ágape Remoções é uma empresa especializada no resgate de pacientes para encaminhamento a clinicas de recuperação para tratamento involuntário em todo o territótio nacional.

Temos ambulâncias próprias e equipe especializada em resgate. Melhor preço do Brasil.

Telefones: (11)95305-6199
Site:www.clinicaderecuperacaoagape.com.br/remocao.html

Casa de Recuperação Esperança

Casa de Recuperação Esperança

Tratamento de baixo Custo para Dependente de Drogas e Álcool, Atendemos todas as Cidades de São Paulo com Internação Voluntária.

Acesse nosso site e confira fotos e como chegar na clinica.

Telefones: (11)95305-6199
Site:www.casaderecuperacaoesperanca.com.br

Comunidade Terapêutica Vida Nova

Só o maior e mais completo Guia de Clinicas de recuperação pode lhe oferecer as melhores opções sobre clínica para dependentes químicos em Petropolis - RJ. Consulte nossas páginas e veja em mais de 3000 cidades as opções de tratamento sobre clínica para dependentes químicos em Petropolis - RJ.

__________ ≈ __________


Conpsi-Clinica De Psicologia E Consultoria Ltda

Por meio de palestras e testemunhos muitas pessoas de Petropolis - RJ já obtiveram um conhecimento maior sobre clínica para dependentes químicos, cãs você ainda tenha duvidas sobre o assunto fique a vontade para nos ligar ou mandar um email para dar maiores detalhes sobre clínica para dependentes químicos. Caso seja necessário poderemos contatar nossos parceiros da ABCD – Associação Brasileira de Combate as Drogas para irem até Petropolis - RJ e esclarecerem ainda mais sobre clínica para dependentes químicos .

__________ ≈ __________


Comunidade Terapêutica Feminina Recanto Renascer

As Clinicas de Recuperação com este crescimento desenfreado da dependência química estão sofrendo a ação dos captadores que em sua maioria agem de forma irresponsável visando somente o lucro, aqui em Petropolis - RJ o assunto clínica para dependentes químicos ainda não esta sendo tratado com a devida atenção. Por este que este guia de clinicas vem tratando o assunto clínica para dependentes químicos em diversas cidades do país, inclusive em Petropolis - RJ com muita responsabilidade e total atenção.

__________ ≈ __________


Clínica de Repouso São Marcello

Se você esta procurando por clínica para dependentes químicos na sua cidade ou em Petropolis - RJ conte com nosso Guia de Clinicas de Recuperação e encontre a melhor forma de lidar com o assunto. Hoje em Petropolis - RJ o assunto clínica para dependentes químicos esta tendo maior destaque pois o crescimento das drogas a nível nacional forçou não só a cidade de Petropolis - RJ a dar maior atenção ao assunto clínica para dependentes químicos mais a grande maioria das cidades de nosso País.

__________ ≈ __________


Cruz de Carvalho Comunidade Terapêutica

Existem milhares de clinicas de recuperação em diversas cidades do país inclusive aqui em Petropolis - RJ, porém tratamento involuntário só é permitido no estado de São Paulo, portanto se precisar saber mais sobre clínica para dependentes químicos em Petropolis - RJ faça contato que teremos o maior prazer em atender. Divulgue o Guia de Clinicas de Recuperação e ajude as pessoas que não conhecem sobre clínica para dependentes químicos a saberem mais seja aqui em Petropolis - RJ ou em qualquer outra cidade.

__________ ≈ __________


Informações sobre a cidade de Petropolis - RJ
Petrópolis

Rio de Janeiro - RJ

Histórico

A mais antiga concessão de terras de que temos conhecimento na zona de Petrópolis - escreve Frei Estanislau Shaette - "é a da Carta Régia de 22 de agosto de 1686, doando a Francisco de Matos Filgueira e a João Matos de Souza sesmaria na subida da serra Estrela. A 12 de setembro do mesmo ano também ali se tornam sesmeiros o capitão João da Silveira Garcês e Gonçalo Fernandes Pires, no sertão de Inhomirim da Serra-acima".

Os lusitanos, vencido o temor que a Serra do Mar lhes infundia, procuraram os "caminhos da terra" para Minas, então alcançado pelo itinerário marítimo até Parati. Do caminho que seguia mais ou menos a Estrada de Ferro Central do Brasil, passou-se ao caminho através de Couto e Sacra Família, para terminar pelo "atalho do caminho novo", aberto pelo sargento-mor Bernardo Soares Proença, "então sesmeiro da atual zona urbana de Petrópolis", por Carta de Sesmaria de 1721, no fim do primeiro quartel do século XVIII ( este caminho teria sido desbravado pelo bandeirante Garcia Rodrigues Paes Leme, filho do "Caçador de Esmeraldas").

Em seguimento à sesmaria de Bernardo Soares Proença ficava a de Luiz Peixoto da Silva e, na extremidade ocidental, abrangendo a região situada entre as mesmas e a de Marcos da Costa, a de Domingos Ribeiro Távora. Assim, por doações régias, de "léguas em quadra" de terras devolutas que passaram à propriedade particular, nasceram as Fazendas, em virtude de sucessões hereditárias ou vendas a terceiros. Da sesmaria de Bernardo Soares Proença surgiram as Fazendas do Córrego Seco e do Itamarati; da de Luiz Peixoto da Silva, a do Rio da Cidade, a de Domingos Rodrigues Távora, as de Quitandinha, Velasco e Morro Queimado.

O Imperador D. Pedro I, que nas viagens para Minas, pousava na Fazenda de Correias, originária de sesmaria concedida em 1760 a Manoel Antunes Goulão, procurou adquiri-la; não querendo vendê-la, a proprietária irmã e herdeira do célebre Padre Corrêa, teria indicado a do Córrego Seco, que, por escritura pública de 6 de fevereiro de 1830, passou ao patrimônio particular do Imperador (no mês seguinte, acrescida de gleba no Alto da Serra, com 50 braças de testada, por meia légua de fundo). Com a abdicação em 1831, essas propriedades ficaram arrendadas até 1842.

Júlio Frederico Köeler, responsável pela construção de novos trechos e pontes da Estrada da Serra da Estrela, aproveitou na execução dessas obras o trabalho de colonos alemães, acidentalmente chegados ao Brasil pelo navio "Justine" e que estavam alojados na Fazenda do Córrego Seco. O êxito dessa comunidade alemã estimulou a colonização estrangeira. Tanto que a Lei provincial n° 56, de 10 de maio de 1840, concedeu um crédito qüinqüenal em parcelas 60.000$000, tendo o governo assinado contrato com a Casa Charles Delrue, de Dunquerque, para a introdução de 600 casais de colonos.

Por Decreto de 16 de março de 1843, foi celebrado ajuste para o levantamento de uma povoação e a construção do palácio, elaborando-se um plano para arrendamento e colonização das terras. No mesmo ano, João Caldas Viana, exercendo a presidência da Província do Rio de Janeiro, mandou colocar na antiga fazenda do Córrego Seco dois cruzeiros de madeira com as inscrições: "Cruz de São Pedro de Alcântara de Petrópolis" e "Cruz da Capela dos Finados de Petrópolis", para indicar o local da futura Cidade, cujo nome, homenagem de Paulo Barbosa da Silva ao Imperador, passou a ser logo usado.

A chegada de colonos alemães, em 1845, deu lugar a que o governo pensasse transformar as terras em colônia agrícola, para isto adquirindo as fazendas do Velasco e do Itamarati e aceitando a doação da Fazenda da Quitandinha; o intento não foi consumado, o que não impediu, entretanto, o desenvolvimento da aglomeração recém constituída. Em 1846, a povoação passava de simples curato à freguesia do território da Vila da Estrela. Em 1883 chega a Petrópolis o primeiro trem da Estrada de Ferro Príncipe do Grão-Pará, conduzindo o Imperador Dom Pedro II e a família imperial.

O progresso da região - que teve ligeira estabilização com o advento da República -intensificou-se com a transferência do Governo Estadual de Niterói para Petrópolis, onde permaneceu de 1893 até 1902.

O ano seguinte assinala importante acontecimento: realiza-se em Petrópolis a histórica reunião diplomática de que resultaria a assinatura do "Tratado de Petrópolis", pelo qual o Acre foi anexado ao Brasil.

A estrada Rio - Petrópolis , inaugurada em 1928, foi fator preponderante no desenvolvimento do Município, transformando-o de simples cidade de veraneio em grande centro industrial e comercial.

Gentílico: petropolitano

Formação Administrativa

Freguesia criada com a denominação de São Pedro de Alcântara de Petrópolis, por força da lei provincial n.° 397, de 20-05-1846 e também por decretos estaduais nº 1 de 08-05-1892 e nº 1-A de 03-06-1892.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Petrópolis, pela lei provincial nº 961, de 29-09-1857, desmembrado de Niterói. Constituído de 5 distritos: Petrópolis, Cascatinha, Itaipava, Pedro do Rio e São José do Rio Preto. Instalado em 17-06-1859.

Elevado à condição de cidade com a denominação de Petrópolis, pela lei n.° 961, de 29-09-1857.

Pelos decretos estaduais nº 1, de 08-05-1892 e nº 1-A, de 03-06-1892, são criados os distritos de Cascatinha, Itaipava, Pedro do Rio e São José do Rio Preto, e anexado ao município de Petrópolis.

Pela lei estadual n° 50, de 30-01-1894, a Capital do Estado foi transladada para Petrópolis, verificando-se a instalação em 20-02-1894. A lei estadual n° 89 de 01-10-1894, declarou Petrópolis capital do Estado do Rio de Janeiro.

Pela lei estadual n° 542, de 4 de agosto de 1902, perdeu a condição de capital do Estado.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 5 distritos: Petrópolis, Cascatinha, Itaipava, Pedro do Rio e São José do Rio Preto.

Assim permencendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.

Pelo decreto-lei estadual nº 392-A, de 31-03-1938, o distrito de São José do Rio Preto passou a denominar-se São José.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 5 distritos: Petrópolis, Cascatinha, Itaipava, Pedro do Rio e São José ex-São José do Rio Preto.

Pelo decreto-lei estadual nº 1056, de 31-12-1943, o distrito de São José passou a denominar-se Paranaúna.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 5 distritos: Petrópolis, Cascatinha, Itaipava, Paranaúma ex-São José e Pedro do Rio.

Por ato das disposições constitucionais transitórias promulgado em 20-06-1947, o distrito de Paranaúna voltou a denominar-se São José do Rio Preto.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 5 distritos: Petrópolis, Cascatinha, Itaipava, Pedro do Rio e São José do Rio Preto ex-Paranaúma.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.

Pela lei estadual nº 5388, de 23-09-1964, é criado o distrito de Posse, com partes do distrito de Pedro do Rio e São José do Rio Preto e anexado ao município de Petrópolis.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1968, o município é constituído de 6 distritos: Petrópolis, Cascatinha, Itaipava, Pedro do Rio, Posse, São José do Rio Preto.

Pela lei estadual nº 1255, de 15-12-1987, desmembra do município de Petrópolis o distrito de São José do Vale do Rio Preto. Elevado à categoria de município.

Em "Síntese" de 31-XII-1994, o município é constituído de 5 distritos: Petrópolis, Cascatinha, Itaipava, Pedro do Rio e Posse.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.


Clínica Ágape Cotia



Últimas Notícias

Primeiro internado à força deixa clínica
Programa reduz uso de drogas entre jovens
Profissionais são capacitados para prevenir e reprimir drogas
Combate ao crack será intenso
Detran MS divulga eventos da Semana Nacional de Trânsito 2013
Ministério da Justiça oferece curso gratuito sobre prevenção às drogas
São Bernardo inaugura segundo Caps Álcool e Drogas da cidade
Estado dobra número vagas para comunidades terapêuticas; investimento de R$1,544 milhão
SSP forma profissionais para atuarem no Programa Crack, é possível vencer
Caps Álcool e Drogas será entregue no Alvarenga neste terça
Ministério da Justiça promove curso de prevenção do uso de drogas
Passeata contra o crack e outras drogas reúne moradores de São Sebastião
Liberação da maconha medicinal pode chegar antes do ano novo
Prorrogado prazo para consulta pública sobre Comunidades Terapêuticas
Médicos poderão prescrever derivado de maconha no país
Em 7 meses, Anvisa libera 238 pedidos de importação de canabidiol
Fundo Nacional Antidrogas realiza leilão de bens em João Pessoa (PB)
Lei antifumo agora vale para todo o país
Portaria regulamenta medidas de proteção ao trabalhador exposto ao fumo
Conselho Gestor proíbe bebidas alcoólicas e grandes festas na USP
Escócia aprova lei que reduz o nível de álcool permitido no sangue para motoristas
Plano de saúde custeia canabidiol para pacientes
Médicos britânicos querem indicação de calorias em bebidas alcoólicas
Flórida rejeita uso medicinal da maconha em referendo
Capital dos EUA e estado de Oregon aprovam legalização da maconha
No TO, trabalho com a terra ajuda na reabilitação de dependentes químicos
FBI tira do ar sucessor do site de venda de drogas Silk Road
Conad debate uso medicinal da cannabis no Brasil
Micro-ônibus com câmeras vai tentar combater drogas e crimes, no Paraná
Nova York admite posse de pequenas quantidades de maconha


Mais Procurados

Clínicas gratuitas para dependência quimica em Cambara Do Sul - RS Clínica Gratuita em Cambara Do Sul - RS Tratamento Gratuito em Cambara Do Sul - RS Clínica de recuperação Gratuita em Cambara Do Sul - RS