6 Dicas para você que sofre com Transtorno de Ansiedade

poradmin

6 Dicas para você que sofre com Transtorno de Ansiedade

Você já se deparou que em algum instante de sua vida se sentiu ansioso para algo? Dou como exemplo uma prova da auto escola, um encontro, prova de faculdade. Temos sentimento de antecipação no qual é normal.

Quando tocamos no assunto sobre ansiedade sabemos que existem transtornos que atrapalham o dia dia da pessoa e que pode levar a pessoa a sintomas como taquicardia, crises inesperadas de desespero e medo intenso de que algo ruim aconteça, mesmo que não haja motivo algum para isso ou sinais de perigo iminente.

Transtorno de Ansiedade

Transtorno de Ansiedade

Quando pessoas começam a sentir este tipo de reação que ameaça sua rotina semanal o correto é procurar um médico para que possa examinar e orientar para algum tratamento caso seja identificado o transtorno de ansiedade.

Como Identificar o Transtorno de Ansiedade ?

Transtorno de ansiedade é identificado quando o medo e a preocupação excessiva ficam evidente na pessoa. Sabemos que tem tarefas, atividades que nos traz medo porem no momento em que a pessoa deixa de realizar tarefas, praticar esporte, ir a eventos está claro que essa pessoa está doente e se não tratada por desencadear uma síndrome do pânico devido a transtorno de ansiedade.

Alguns especialistas, pedem que a pessoa tenha acompanhamento com profissionais de saúde, para que possa seguir seguir dicas que aliviam o problema diariamente.

Agora que sabemos um pouco mais sobre ansiedade e como identificar abaixo listamos algumas dicas que iram lhe ajudar a aliviar o transtorno de pânico caso isso ocorra.

Dicas

1) Faça coisas que lhe agrade

Coisas que lhe agrade

Faça coisas que lhe agrade

Se você é um tipo de pessoa que foca demais no trabalho e fica sem tempo para fazer coisas fora da rotina e que realmente proporcionam felicidade, saiba que você pode explorar as rotas de fuga que lhe ajudam, e muito, a diminuir e controlar a ansiedade para não chegar a uma crise de panico. Saia com amigos, Vá a shopping, teatros, viagens, dança e academia. Tente fazer com que alguma atividade faça parte da rotina.

2) Fuja de pessoas “reclamonas”

Fuja de pessoas reclamonas

Fujir de pessoas reclamonas

Não valorize tanto a opinião dos outros. Sabe aquela pessoa que só se queixa da vida e não faz nada para mudar? Se afaste. Elas costumam deixar quem sofre com a ansiedade ainda mais para baixo e sempre com aquela vibe negativa. Nessas horas, o melhor são palavras amigas e conselhos de pessoas confiáveis e próximas. Ficar perto de pessimistas só aumenta o problema e não ajuda a resolver a situação.

3) Procurar terapia.

Terapia

Terapia

Conversar sobre seus problemas com um profissional de saúde ira ajudar no seu desenvolvimento pessoal e ira facilitar o controle da doença. Muitas vezes, os especialistas passam exercícios para diminuir o transtorno da ansiedade e adiciona pontos que precisam ser trabalhados individualmente. Lembre-se: o tratamento é muito individual e envolve etapas. Os resultados não são rápidos por isso tenha calma, não se esforce tanto.

4) Dormir Bem.

dormir bem

dormir bem

Ter uma boa noite de sono ajuda no funcionamento do organismo e a relaxar. Noites mal dormidas reduzem a produção de substâncias relacionadas ao bem-estar e aumentam a produção de hormônios como o cortisol, relacionado ao estresse e ansiedade. Noites de insônia acumuladas vão causando danos perenes nas células nervosas, favorecendo o aparecimento de demências na terceira idade, inclusive o Alzheimer.

5) Praticar Exercícios Físicos

Exercícios Físicos

Exercícios Físicos

Se você pratica academia gaste suas energias nela, use a rua e parque ao seu favor. A prática de esportes lhe ira ajudar no alívio da ansiedade, provoca sensação de prazer e bem-estar, além de melhorar a qualidade de vida. Inclua atividade física pelo menos duas ou três vezes por semana busque a atividade que mais você se identifique e a pratique.

6) Saia um pouco das redes sociais.

Redes Sociais

Redes Sociais

As redes sociais é um lugar de felicidades instantânea? É verdade. Normalmente, quando acessamos as redes sociais e nos deparamos com cenas de pessoas felizes e estamos mal, a nossa tendência é de achar que a nossa vida está uma droga e só aquele que postou a foto está feliz.

Deixar o celular de lado e dar mais tempo a si mesmo é importante. Faça isso aos poucos: comece com alguns minutos, depois aumente para horas e dias sem checar aquela notificação do app. Vivenciar coisas novas, fazer atividades novas ajuda a diminuir os sintomas da ansiedade.

Agape Clínica de Recuperação

Agape Clínica de Recuperação

Fontes: Ana Paula Carvalho, psiquiatra e coordenadora da Liga da Depressão do Hospital das Clínicas da USP (Universidade de São Paulo), Yuri Busin, psicólogo e doutor em neurociência do comportamento pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. 

Veja Tambem

Sobre o Autor

admin administrator

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.